Lugol

Faça já um orçamento online!

 

Lugal é um elemento com  participação nas funções de todo o organismo. Ele entra na formação de 2 Fatores Hormonais da Glândula Tireóide (tiroxina e triidotiroxina), agindo no sistema nervoso, na termogênese (mantém nossa temperatura estável), no sistema cardiovascular, nos músculos esqueléticos, nas funções respiratórias e renais, sendo importante para desenvolvimento e crescimento harmonioso do organismo. A tireóide contém 50mg de iodo, enquanto todo o corpo humano armazena cerca de 1500mg (tireoide 3% de iodo, pele 29%, o osso 30%, o tecido adiposo tem 32%). Toda célula no corpo utiliza iodo, incluindo, principalmente, os glóbulos brancos, pois necessitam de iodo para promover defesa contra infecção, mamas, glândulas salivares, glândulas parótidas, pâncreas, cérebro (substância nigra), mucosa gástrica, pele, glândulas lacrimais, etc.

Fontes ricas em iodo são os frutos do mar e o sal marinho, mas temos Iodo em diversos legumes (vagem, nabo, alho poró, agrião, cebola, rabanete) e algumas frutas como abacaxi e ameixa. Nos últimos 30 anos houve uma diminuição de 50% na ingestão de iodo, seja pela alimentação, e pelo empobrecimento do solo. O químico francês Jean Lugol deu o seu nome a um preparado de iodo (a Solução de Lugol) explorado desde o século XIX, para tratar as disfunções da tireoide. Recentemente, esta fórmula voltou a ganhar um interesse considerável.

A Solução de Lugol é composta por Iodo e Iodeto, que são duas formas de Iodo usadas por diferentes órgãos (o esôfago, o estômago e a próstata usam iodo, já a tireóide, glândulas salivares e pele usam iodeto, e a mama usa ambos). A deficiência de Iodo é um problema importante de Saúde Pública, que pode levar a inúmeras alterações no organismo, inclusive formação de cistos ou nódulos em tireoide, mama, útero, ovário e próstata. O iodo tira a imortalidade das células cancerígenas, fazendo com que elas voltem a ter apoptose. Porém, o micro nutriente iodo é muito mal entendido e existem inúmeras diferenciações de casos. Assim, verifique sempre a possibilidade de uso, as contra indicações, e o modo correto de fazer uso.

PRINCIPAIS INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS: 

Deficiência de iodo, hipertireoidismo (adjuvante), adjuvante, junto com um fármaco antitireóideo, na indução da involução da glândula tireóide antes da tireoidectomia, crise tirotóxica (adjuvante).

​ADVERTÊNCIAS:

1. Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado.
2. Imagens meramente ilustrativas.
3. Pessoas com hipersensibilidade à(às) substância(s) não devem ingerir o produto.
4. Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o médico.
5. Não use o medicamento com o prazo de validade vencido.
6. Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade. E mantê-los sempre bem fechados.
7. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.
8. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas e amamentando sem orientação médica.
9. Medicamentos em cápsulas não podem ser partidos ou mastigados.
10. Se persistirem os sintomas, um médico deverá ser consultado.
11. Não indicado para crianças menores de 6 anos de idade.
12. Indivíduos com hipersensibilidade ao óleo essencial; insuficiência renal; indivíduos com doença de Crohn; hepatopatias; epilepsia; Parkinson ou outras enfermidades neurológicas.
13. Este medicamento nao pode ser utilizado por indivíduos hipoglicêmicos e/ou hipertensos sem orientação médica.
14. Os resultados descritos variam de pessoa para pessoa dependendo de diversos fatores como alimentação, prática de exercícios físicos, presença de outras patologias, bem como,  o  uso correto do produto conforme descrito na posologia.
15. Pessoas com insuficiência renal não devem fazer uso do lugol.


REFERÊNCIAS:

FARMACOPEIA BRASILEIRA, 5 ed., vl 2, pg 63.
Literatura do distribuidor: Synth.
Literatura do distribuidor: Pharma Nostra.
Moura, J.G.P, Nutrientes e terapêutica, Pelotas-RS, Brasil, 59-62.
RUIZ, K., Nutracêuticos na prática, São Paulo, Brasil, 89. Revisão
Associação Médica Brasileira de BDORT, seg, 12 de julho 2017. Simposio Medico brasileiro sobre o Bi Digital O Ring Test. Lair Ribeiro.